Acne em Adultos

Quando a maioria de nós pensa em acne, associa-a com a adolescência. Espinhas andam de mãos dadas com a puberdade, certo?

Errado. Embora os adolescentes constituam o maior percentual da população afetada pela acne, eles não estão sozinhos nesse sofrimento. Cravos e espinhas também atingem os adultos – mais da metade de todas as mulheres e cerca de um quarto dos homens. E esses números parecem aumentar.

Image of 'Acne de Idade Adulta', a Proactiv product

Porque Isso Acontece?

É difícil saber exatamente por que a acne na idade adulta parece estar em ascensão. Um estudo determinou que a média de idade dos pacientes em tratamento para acne havia aumentado significativamente ao longo de uma década, de 20,5 anos para 26,5 anos. Isso pode significar uma de duas coisas: mais adultos estão tendo acne ou mais adultos estão procurando ajuda para combater a acne. Pode-se fazer uma defesa convincente de qualquer uma dessas afirmações – mas o mais provável é que ambas estejam corretas. Embora alguns estudos recentes sugiram que a incidência de acne em adultos está aumentando, outros indicam que os adultos (principalmente as mulheres) simplesmente estão mais preocupados com a pele do que no passado. 

Problema Persistente, Efeitos Duradouros

Tanto faz se a acne persiste da adolescência até a idade adulta ou se ataca de repente, depois dos 30 anos: esse problema pode ter desdobramentos físicos e psicológicos duradouros. Há anos os dermatologistas sabem que a acne dos adultos tem maior probabilidade de deixar cicatrizes físicas permanentes. À medida que a pele envelhece e perde colágeno, a recuperação de danos teciduais se torna muito mais difícil. Por muito tempo, prevaleceu a percepção de que pacientes mais velhos fossem menos afetados pela acne do que os mais jovens, aceitando seus sintomas como parte da vida. Sem um grupo de apoio, muitas dessas pessoas sentiam vergonha de dar um passo à frente para conseguir ajuda. Adultos com acne se viam sofrendo em silêncio – e, acima de tudo, sozinhos.

Chega de Acne!

Dois achados recentes sugerem que as percepções do público estão mudando. Dermatologistas relataram um aumento no número de pacientes adultos procurando ajuda. A partir do momento em que a conscientização global sobre a acne passou a incluir os adultos no grupo de pessoas afetadas pelo problema, cada vez mais eles estão se abrindo sobre essa condição de pele. Incentivado por esse fato, hoje, o adulto que sofre de acne está aprendendo a ser proativo.

Maior Conscientização, Novas Esperanças

Ao reconhecermos a acne como um problema comum a todas as idades, podemos encontrar melhores formas de combatê-la. Os dermatologistas, como todo mundo, estão começando a ver a acne como um problema de adultos. Com o crescimento dos relatos de casos nessa faixa etária, os médicos vão levar em consideração as causas específicas e os efeitos únicos dessa condição em pacientes maduros. E à medida que a conscientização do público aumenta, mais pessoas ficam inclinadas a buscar ajuda – e a dar os primeiros passos rumo a uma pele sem acne.